Como os doshas, ​​Vata, Pitta e Kapha, se relacionam com os sete chakras?

É aqui que começamos a misturar a sabedoria do Ayurveda, da Astrologia Védica e do Yoga para compreender as profundas interconexões de nossos corpos sutis, energéticos e físicos.

Cada um dos três doshas (Vata, Pitta, Kapha) tem cinco sub-doshas. Esses sub-dosha são áreas específicas da mente-corpo que são governadas por Vata, Pitta ou Kapha. É no nível desses quinze sub-doshas que podemos ver correspondências com o sistema de chakras. Porque os corpos físico, emocional, energético e mental, todos em camadas um em cima do outro, como uma cebola, isso significa que o corpo físico afeta o corpo energético e a camada do Eu onde os chakras residem. O corpo energético afeta os corpos mentais e emocionais e assim por diante.

Estudantes e praticantes de Yoga e curadores sutis do corpo há muito tempo atribuem o sistema glandular a ter correspondências com o sistema de chakras. Nesse modelo, cada chakra corresponde a uma das principais glândulas do corpo, que se alinha em locais semelhantes ao sistema dos sete chakras. Desta forma, as gônadas correspondem ao chakra da raiz, do pâncreas ao segundo chakra, das supra-renais ao terceiro chakra, do timo ao chakra do coração, das glândulas tireóide e paratireoide ao chakra da garganta, da glândula pituitária ao terceiro olho e a glândula pineal para o chakra da coroa. Esse modelo é uma maneira maravilhosa de entender as possíveis conexões entre o corpo físico e o corpo energético que contém o chakra.

Entendendo Os Sub-Doshas

Para entender como os doshas correspondem aos chakras, precisamos saber algo sobre os quinze sub-doshas. É necessário entender cada um dos quinze sub-dosha para entender suas relações com os chakras. Em vez disso, precisamos apenas entender os sub-doshas mais essenciais e seus relacionamentos com os corpos físico e energético.

Primeiro Chakra

Vata governa tudo no corpo que se move, comunica e transporta e governa os espaços ocos do corpo. Desta forma, o cólon e sua energia são regidos por Vata dosha. O cólon é essencialmente um espaço vazio cujo trabalho é remover os resíduos do corpo. O sub-dosha específico que governa a energia do cólon é chamado Apana Vata. Ele corresponde à energia do primeiro chakra. Quando há problemas com a eliminação, muitas vezes há uma correspondência emocional e energética com o primeiro chakra. Estratégias de cura para Apana Vata e o Primeiro Chakra incluem terapias à base de ervas que estimulam a eliminação, como Triphala, terapia de massagem Ayuvedic (abhyangha) e óleos essenciais como erva-doce e laranja doce.

Segundo Chakra

O segundo chakra está localizado na pélvis, onde estão localizados alguns dos maiores ossos do corpo. Deste modo, a energia do segundo chakra, Swadisthana, relaciona-se com Kapha Dosha, que é responsável por nossa imunidade, força e estabilidade. O sub-dosha específico que se relaciona com o segundo chakra é chamado Avalambaka Kapha, o sub-dosha que governa a energia da região lombar e da pelve. Muitas vezes, se há dificuldade com a região lombar, significa que nos falta apoio, emocional, financeiro ou fisicamente. Essa falta de fluxo emocional e apoio está relacionada ao funcionamento do segundo chakra. Estratégias de cura para o segundo chakra incluem terapia de movimento como o Qigong (Chi Kung), a dança e a dança do ventre. Técnicas de liberação emocional, massagem com óleo e tratamentos de spa ayurvédicos.

Terceiro Chakra

O terceiro chakra Manipura localizado no umbigo diz respeito ao Pitta Dosha responsável pela digestão, transformação e metabolismo. A energia sub-dosha Ranjaka Pitta corresponde à energia do nosso fígado. O terceiro chakra pode conter emocionalmente questões de valor próprio e raiva reprimida. Da mesma forma, a energia do fígado, ayurvédica, pode ficar “aquecida” quando alguém reprime emoções ou raiva. Estratégias de cura para o terceiro chakra e Ranjaka Pitta incluem relaxamento profundo, derramamento contínuo de óleo na testa (chamado Shirodhara), exercícios vigorosos como artes marciais e orientação espiritual ayurvédica em torno de questões de vergonha e auto-estima.

Quarto Chakra

O quarto chakra, Anahata, localizado no coração também se relaciona com a energia de Pitta Dosha, especificamente a energia de Sadhaka Pitta, o sub-dosha que é responsável pela “chama” de nossa paixão. Este sub-dosha torna-se desequilibrado quando sentimos uma leve depressão ou uma incapacidade de encontrar nosso verdadeiro chamado. Estratégias de cura para o quarto chakra incluem meditação baseada no coração, massagem com óleo, especialmente ao redor do centro do coração, e aromaterapia usando óleo de rosa e óleo de sândalo.

Quinto Chakra

O quinto chakra, Vishudhi, o centro da garganta corresponde à energia de Udana Vata, o “vento” que governa a fala, a garganta e a respiração. Quando esta energia está desequilibrada, podemos experimentar a gagueira, a timidez murmurante ou distúrbios da garganta. Estratégias de cura para o quinto chakra incluem canto de mantras e a aplicação do óleo nasya (óleo nasal).

Sexto Chakra

O sexto chakra Ajna localizado no centro da testa relaciona-se com a energia de Alochaka Pitta, que domina a visão e os olhos. Quando este centro está desequilibrado podemos ter problemas de visão ou falta de percepção. Esse chakra corresponde à nossa capacidade intuitiva, nossa capacidade de ver claramente o futuro, nossa visão e nossa capacidade de manifestar. Quando desequilibrado podemos ter dificuldade em nos concentrar, ter memória fraca ou pesadelos. Estratégias de cura para a energia do sexto chakra e Alochaka Pitta incluem o uso de mandalas e yantras, coloração, visualização criativa e shirodhara (derramando óleo na testa).

Sétimo Chakra

E finalmente, o sétimo chakra, Sahasrara, relaciona-se com a energia do Prana Vata, que governa o sistema nervoso. Quando esta energia está desequilibrada, podemos experimentar rigidez de crença, dificuldade em aprender e integrar nossas experiências. Estratégias de cura para o chakra da coroa incluem meditação, aromaterapia usando laranja e bergamota. Shirodhara também é um remédio eficaz para o sétimo chakra.

shadow-ornament

A fim de experimentar a saúde e o bem-estar verdadeiros e radiantes, precisamos ter mais do que apenas o corpo físico em boas condições de funcionamento. Nosso coração físico pode estar funcionando bem, mas se estivermos sofrendo de depressão, não podemos dizer que realmente estamos em “saúde perfeita”, à partir de uma perspectiva ayurvédica.

Existem algumas maneiras pelas quais podemos remediar as energias do chakra e dos sub-doshas. Ayurvedicamente, usamos remédios fitoterápicos específicos, óleos essenciais, pontos de marma (semelhantes aos pontos de acupressão), yoga ayurvédico, Yoga de Cura pela Luz e terapias tradicionais como massagem com óleo e derramamento de óleo para criar equilíbrio no sub-dosha e no chakra correspondente. Também usamos mantra (corrente sonora), pedras preciosas e yagyas (remédios astrológicos védicos) e orientação espiritual para criar equilíbrio em todos os centros corporais físicos, emocionais e sutis.

Como a saúde é holística, envolvendo bem-estar mental, espiritual, físico e emocional, os chakras são uma janela vital para nosso equilíbrio fisiológico. Eles também são um canal para entender o caminho da nossa vida na terra, o que viemos aqui para experimentar, conhecer e entender. Os chakras são os indicadores de nossas maiores lições de vida e a criação de um equilíbrio sustentado por todo o chakra permite o despertar espiritual. Este despertar do espírito é o verdadeiro objetivo do yoga e do ayurveda.