fbpx

5 coisas que todo mundo errou ao usar o Ayurveda para curar a digestão e muito mais

O Ayurveda está ganhando proeminência no mainstream, à medida que o yoga se torna cada vez mais popular, e os restaurantes da moda servem leites de açafrão (também conhecidos como Golden Milk) Dito isso, muitas pessoas no Ocidente ainda estão confusas sobre essa antiga filosofia e como integrá-la em seu cotidiano. Desde que liberei meu livro de culinária ayurveda de receitas para os doshas, descobri que as pessoas muitas vezes têm muitas dúvidas sobre o que é a ayurveda.

Aqui estão os cinco principais mitos

1. É uma moda!

Jamais pode ser considerada uma moda!  Ayurveda é um sistema de saúde que se originou na Índia há 5.000 anos e ainda é usado para prevenir e curar doenças no Sul da Ásia e em todo o mundo, mantendo nossas mentes, corpos e espíritos equilibrados. Embora a medicina oriental, incluindo a ayurveda, seja frequentemente considerada menos “séria” do que a ciência ocidental, passou no teste do tempo, com diretrizes testadas e tentadas para tratar cada indivíduo como um todo em seu ambiente, em vez de tratar apenas sintomas , não olhando para as causas raiz. Mas a saúde mental, espiritual e digestiva centralizada no Ayurveda, e a ciência está começando a medir os benefícios de práticas como a meditação.

Se este prato abriu seu apetite, agora imagine receitas como essa que podem equilibrar o seu dosha.

2. É impossível integrar um estilo de vida ocidental.

O Ayurveda é um sistema estimulante, nunca punitivo. A melhor maneira de integrá-lo em um estilo de vida ocidental é em incrementos gerenciáveis, por isso não é tão intimidante. Integrar alguns princípios lentamente pode parecer a quantidade certa para você, ou você pode descobrir que quer se aprofundar mais. O Ayurveda é uma ” ciência da vida ” extremamente pessoal , para que você possa torná-lo seu, uma vez que você entenda os princípios básicos. Você poderia começar seguindo os ritmos circadianos da Terra mais de perto, que vai para a cama antes das 22h, acordar antes das 6h e comer sua maior refeição entre as 10h e as 14h, quando sua digestão está mais forte. Adicionar uma meditação ou prática de yoga em seu cotidiano.

Quanto à comida, as pessoas muitas vezes assumem que a ayurveda é limpa, crua e vegana. Enquanto muitas das tendências de bem-estar que se tornaram familiares hoje (por exemplo, suplementos de ervas, massagem, leite de amêndoa …) são todos aspectos do ayurveda, é tudo sobre equilíbrio. Então, se você escolher combinações incompatíveis ou comer certos alimentos em momentos desfavoráveis, sempre haverá algo que você pode usar para torná-los mais digeríveis. Ayurveda é essencialmente vegetariano,  tem um lugar para os alimentos lácteos, mas a carne também é entendida como remédio, portanto, para aqueles que são subnutridos ou com algum problema de saude ja instalado as carnes cozidas lentamente em sopas ou ensopados são necessárias. Ayurveda é saborosa, é toda sobre comida reconfortante, fácil de fazer, e digerível  ,  utiliza muitas  ervas e temperos, focalizando os cinco sabores (doce, salgado, azedo, amargo , adstringente ) para garantir que você está recebendo um amplo espectro de nutrientes. A comida deve ser consumida conscientemente, devagar em um ambiente tranquilo ,dessa forma você saboreia  até mesmo os pratos mais sutis e simples ao invés de procurar apenas alimentos que agradem  o paladar ao invés  de ir em busca de alimentos ricos em nutrientes e de fácil digestão.

3. É um sistema de tamanho único.

No Ocidente, temos uma maneira linear de ver as coisas e colocar tudo em caixas arrumadas. Fizemos o mesmo com a ayurveda quando mais pessoas no Ocidente perceberam isso nos anos 60. Nós perdemos muito do ponto, especialmente sobre os doshas. A ayurveda entende que não só cada pessoa é única, como as pessoas e seus ambientes evoluem constantemente, dependendo de inúmeros fatores. É por isso que olhar para o bem-estar de uma maneira mais holística faz sentido, o remédio de um homem pode ser o veneno de outro. O Ayurveda trabalha intuitivamente, usando nossos cinco sentidos para entender nossas necessidades, em vez de dividir as coisas em seus constituintes químicos. O que isto parece na prática é o sistema dosha: Todos e tudo no mundo é composto por uma mistura única de três doshas ou energias, cada uma das quais tem um elemento dominante: vata corresponde ao ar, kapha à terra e pitta ao fogo. Cada pessoa tem um certo tipo corpo-mente como seu ” estado natural ” , tipicamente com um dosha dominante, mas cada um de nós tem um pouco dos três, e cada um tem o potencial de ser aumentado dependendo das circunstâncias, o que torna nosso ” estado atual ” ” Ayurveda atende a cada pessoa de acordo com suas características únicas de forma solidária e flexível.

4. A culinária ayurvédica equivale à culinária indiana.

As pessoas costumam pensar que ayurveda é igual a comida indiana. Enquanto a ayurveda é originária da Índia e, portanto, muitos pratos ayurvédicos tradicionais são indianos (dal, kitchari …), a ayurveda é uma filosofia e não uma culinária. Seus princípios podem ser aplicados a qualquer prato. O objetivo é priorizar os alimentos que são digeríveis, evitando combinações e métodos que possam perturbar a sua digestão . Isso, junto com comer nos momentos certos (de acordo com os ritmos circadianos), mastigando bem e comendo atentamente, é a dieta ayurvédica. Uma vez armado com esse conhecimento, além de uma prática de sintonia com suas necessidades, suas escolhas podem surpreender aqueles que o têm apenas como uma pessoa que procura se alimentar de “comida saudável”. 

5. É tudo sobre comida / yoga / religião.

Ayurveda é um sistema holístico em seu núcleo. É um estilo de vida, uma filosofia e um sistema de saúde em um. O Ayurveda é frequentemente introduzido como a ciência irmã do yoga, como uma “dieta”, ou até mesmo como uma filosofia espiritual, por isso pode induzir as pessoas a pensar que pode ser reduzido a essas coisas. Na realidade, nossa comida ou a maneira como movimentamos nossos corpos são apenas pontos de partida para uma vida boa. Começa com boa digestão, mas leva a outros benefícios. A comida pode ser crucial para a ayurveda, mas é tanto sobre quando, como e com quem você come quanto sobre o que você come: você não obterá os mesmos benefícios da sua refeição se estiver estressado, já satisfeito ou quando não gosta do que está comendo, o mesmo vale para tudo em sua vida. Da mesma forma que a ioga não é apenas asanas, a ayurveda é muito mais que comida: é Uma riqueza de conhecimento, uma linguagem para a ciência da vida. Ser um yogi é colocar isso em prática. Ayurveda e yoga estão ligados a práticas espirituais e rituais diários, projetados para nos manter conectados à natureza.

Gratidão por nos acompanhar até aqui, se você ainda não sabe sobre o que cozinhar para o seu dosha, recomendamos acessar no botão abaixo.

 

Artigo anterior O que é Feng Shui e como ele pode ajudá-lo?
Next article 10 dicas para o crescimento espiritual

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
shares